Reajuste de Aluguel: Como é a base de cálculo

O reajuste de aluguel tem por objetivo adequar o valor da locação as oscilações do mercado. Dessa forma, contribuindo tanto com os inquilinos quanto com os proprietários de imóvel.

No entanto, quando o reajuste é ignorado durante a negociações de contrato, o prejuízo pode ser grande. Portanto, continue lendo o artigo para ficar por dentro de tudo.

O que é o Reajuste de Aluguel

Ao alugar um imóvel, tanto o inquilino quanto o proprietário estão sujeitos às cláusulas contratuais. Uma vez que, estas foram acordadas e negociadas antes do fechamento do contrato entre as partes.

Dentre elas, o reajuste de aluguel, é uma cláusula que dita que a cada 12 meses o valor do mesmo sofrerá ajuste. Dessa forma, no aniversário do contrato de locação, o aluguel será reajustado de acordo com o índice definido no documento.

Assim, é muito importante estar atento a todas as cláusulas antes de fechar o contrato. Bem como, conhecer muito bem os principais indicadores utilizados no Brasil para fazer o ajuste anual dos aluguéis.

Pois, a forma como o reajuste será calculado, influencia diretamente no bolso tanto do locatário quanto do proprietário. Já que, a correção do valor é um direito do locador.

Dessa forma, cuidado, pois muitas vezes o índice pode passar despercebido por inquilinos inexperientes. Principalmente quando o contrato é fechado diretamente com o dono do imóvel, sem o auxílio de uma imobiliária.

Assim, conhecer plenamente como o reajuste de aluguel é feito no Brasil. E quais são os principais indicadores utilizados na hora do cálculo, pode te salvar de muita dor de cabeça.

Qual é a base para o reajuste dos aluguéis no Brasil

No Brasil, o reajuste dos aluguéis é realizado com base em três índices principais. De acordo com esses indicadores, o valor de reajuste de aluguel é calculado em resposta às oscilações do mercado.

Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M)

O índice IGP-M é o mais utilizado como base para os reajustes de aluguéis no Brasil. Já que ele realiza uma avaliação macroeconômica do mercado. Além disso, é conhecido popularmente como “inflação do aluguel”.

Dessa forma, o IGP-M utiliza outros três indicadores de mercado para ser calculado:

  • IPA-M: Índice de Preços do Atacado-Mercado (60% do IGP-M);
  • IPC-M: Índice de Preços do Consumidor-Mercado (30% do IGP-M);
  • INCC-M: Índice Nacional de Custo de Construção-Mercado (10% do IGP-M).

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)

Já o IPCA avalia a variação nos valores de mercado para o consumidor final. Pois, aponta oscilações no custo de vida de grupos familiares com renda mensal entre 1 e 40 salários mínimos.

Dessa forma, representa oficialmente a taxa de inflação brasileira. Calculando despesas como alimentação, saúde, moradia, transporte, educação. Assim, as oscilações do IPCA podem acarretar no aumento dos preços ou na redução.

Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)

Por fim, o INPC é o menos utilizado dentre os demais. Pois, avalia o mercado com base no custo de vida de famílias de baixa-média renda. Já que leva em conta grupos familiares que obtém renda mensal entre 1 e 5 salários mínimos.

Como o cálculo é feito

O cálculo do reajuste de aluguel é muito fácil  de ser feito. Pois, é só consultar em qual valor o índice definido no contrato de locação fechou o mês. E multiplicar pelo valor referente ao aluguel.

Por exemplo, digamos que no seu contrato o índice para reajuste seja o IGP-M. Que fechou o mês de abril em 6,68. E que o valor do seu aluguel seja R$ 2.000,00.

Dessa forma, o cálculo será: R$ 2.000,00 x 1, 0668 = 2.133,6. Assim, o valor reajustado do seu aluguel, com base no IGP-M, será de R$ 2.133,6.

MetaTag

O reajuste de aluguel acontece anualmente com base em indicadores do mercado. Para saber mais sobre a correção e como é feito o cálculo do valor, leia este artigo.

Se você está procurando um imóvel para alugar, e não sabe como calcular o reajuste de aluguel. Acompanhe este artigo para conseguir todas as informações.


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *